Aliança entre a sociedade portuguesa MC&A e a brasileira SVMFA vai operar nos países lusófonos, incluindo Angola. Nasce um ‘player’ internacional com 75 advogados em Portugal e no Brasil.

A nova aliança da advocacia internacional entre o escritório português MC&A e o brasileiro SVMFA vai prestar serviços jurídicos nos países de expressão portuguesa, disse Vítor Marques da Cruz, sócio fundador da MC&A.

Num contexto em que têm sido várias as sociedades de advogados a fundir-se, mais dois escritórios formalizaram uma parceria internacional, resultante de anos de trabalho em conjunto. A Marques Cruz & Associados (MC&A) e a brasileira Schmidt, Valois, Miranda, Ferreira & Agel (SVMFA) uniram-se para criar a marca MC Valois Miranda, focada no mercado dos países de expressão portuguesa e fruto da união de competências locais nestes mercados.

Questionado sobre a possibilidade de a saída de José Eduardo dos Santos da presidência de Angola criar um novo ciclo político e económico no país, o sócio fundador da MC&A diz que o país é “suficientemente maduro para não oscilar” com as mudanças no Governo. Marques da Cruz acredita que “há um nível de interesse internacional e de maturidade do Estado angolano suficientes não haver uma crise excecional além daquela que, neste momento, o país atravessa, que se deve à descida drástica do preço do barril de petróleo”.

Em África, a MC&A tem escritórios em Angola e Moçambique e presença em Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Guiné Bissau. A gestão direta dos três últimos escritórios associados faz parte das metas para o próximo ano, bem como aumentar a equipa no continente, na medida em que a percentagem de faturação que afeta operações assessoradas pela firma em África é de cerca de 85%.

“Tanto quanto tenho conhecimento não há nenhum escritório português que tenha presença efetiva nestes países, exceto através de parcerias locais”, afirma Vítor Marques da Cruz, esclarecendo que esta junção não é uma mera política expansionista. “O objetivo é desenvolver sobretudo os mercados que nós consideramos mercados mais difíceis dadas as particularidades de cada um deles”, acrescentou o advogado português.

Brasil e África: as maiores apostas
Os dois escritórios procuraram juntar o ‘know-how’ mais especializado de cada um, nomeadamente, as áreas de ‘banking’, ‘corporate’ e M&A da sociedade sediada em Lisboa, e as de ‘oil & gas’ e ‘mining’, da que está no Rio de Janeiro. “
“É uma aliança inovadora, porque normalmente as alianças não abrangem de forma tão clara escritórios em Portugal, no Brasil e em África”, refere Paulo Valois Pires, sócio fundador da SVMFA.

No próximo ano, as sociedades vão dar início ao processo de consolidação da nova estrutura e desenvolver as estratégias de marketing integrado. A este nível, Vítor Marques da Cruz adianta que, de certa forma, já deram início à parceria, tendo em conta que o sócio fundador da MC&A e Paulo Valois Pires têm realizado viagens onde abordam clientes e escritórios de advocacia internacionais, com quem a aliança foi discutida e pelos quais garantem ter sido “muito bem aceite”.
Em 2017, advogados portugueses, angolanos e moçambicanos vão estar alguns períodos no Brasil e vice-versa, para que a MC Valois Miranda “seja, cada vez mais, conhecida e sinónimo de qualidade”.

Paulo Valois Miranda considera que o interesse das empresas portuguesas no Brasil se mantém, principalmente, nas áreas de construção pesada e engenharia. “Querem ocupar um espaço no mercado brasileiro, em função da crise económica e dos problemas que algumas construtoras aqui no Brasil passaram ou estão a passar”, justificou. A espectativa do escritório brasileiro é a de que haja um aumento na procura de projetos relacionados com petróleo e gás natural.
Na sequência do fracasso de alguns investimentos portugueses no Brasil, como o da fusão da PT com a Oi, o advogado brasileiro explica que a discussão tem sido feita, nomeadamente, no âmbito da Câmara Portuguesa de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro, da qual é diretor.


O Jornal Económico, 23-12-2016

pdficonDescarregar artigo em formato PDF

Share This

Ao continuar a utilizar este site, concorda com a nossa política de Cookies | mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close