201802.05
0

A sociedade de advogados MC&A prestou assessoria jurídica ao grupo japonês Mitsui no âmbito da operação de aquisição da participação de 15% da construtora de autocarros CaetanoBus.

A sociedade de advogados portuguesa MC&A prestou assessoria jurídica ao grupo japonês Mitsui, no âmbito da operação de aquisição da participação de 15% da construtora de autocarros CaetanoBus, que é agora detida por uma das principais empresas mundiais de comércio e investimento em conjunto com o grupo Salvador Caetano. Em causa está a expansão para novos mercados e o reforço da aposta na mobilidade eléctrica.

O sócio fundador da MC&A, Vítor Marques da Cruz, e os advogados Ricardo Néry, Luís Leão Neves e Marco Correia Gadanha acompanharam o processo, dando apoio nas várias fases desenvolvidas no Reino Unido, na Alemanha e em Portugal.

Através desta nova operação, com a participação estratégica da Mitsui, a CaetanoBus terá a possibilidade de se promover e expandir a sua presença a nível mundial, com especial enfoque no mercado europeu e na Ásia.

A empresa portuguesa de construção de autocarros tem apostado no desenvolvimento da mobilidade eléctrica com a sua linha de autocarros eléctricos City Gold, comercializados por toda a Europa, e através da Cobus no segmento de autocarros de aeroporto, onde é líder mundial e para o qual começou, em 2015, a produzir unidades 100% eléctricas.

“O resultado desta operação vai trazer grandes benefícios para a nossa economia: estamos a falar de uma parceria estratégica que trará mais investimento para uma nova unidade de produção, como já foi anunciado pela empresa, e potenciará a entrada da CaetanoBus noutros mercados, com todas as vantagens que daí advirão no que respeita às exportações e à criação de emprego.”

Vítor Marques da Cruz
Sócio fundador da MC&A Advogados

“Foi um processo bastante desafiante, mas que de forma geral decorreu com grande naturalidade”, conta Vítor Marques da Cruz, que explica que o processo, desenvolvido em várias etapas, foi acompanhado “com um envolvimento profundo em todas as questões”.

O advogado considera ainda que o resultado desta operação vai trazer benefícios para a economia nacional: “estamos a falar de uma parceria estratégica que trará mais investimento para uma nova unidade de produção, como já foi anunciado pela empresa, e potenciará a entrada da CaetanoBus noutros mercados, com todas as vantagens que daí advirão no que respeita às exportações e à criação de emprego“.

No âmbito da estratégia de desenvolvimento para a mobilidade elétrica e expansão para novos
mercados, a CaetanoBus iniciou recentemente um processo de recrutamento para contratar novos colaboradores para a sua unidade de produção de Vila Nova de Gaia. O novo projecto fabril da CaetanoBus irá criar 80 novos postos de trabalho, afectos sobretudo às áreas de engenharia de produção.

Tendo registado um volume de negócios na ordem dos 55 milhões de euros no ano de 2016, a CaetanoBus apresenta-se como o maior fabricante de carroçarias e autocarros em Portugal, exportando cerca de 90% da produção.


Advocatus, 05-02-2018

Descarregar artigo em formato PDF